Os olhos de Calebe

Fiquei imensamente feliz, há cerca de três semanas, quando peguei a minha lição e visualizei o tema. E especialmente empolgada quando vi o título da lição desta semana.

Calebe é um dos meus personagens bíblicos favoritos, ele tem espírito de liderança, é motivado, obediente, corajoso, ousado, fiel, confiante e temente a Deus (Números 13 e 14; Josué 14). Sem mencionar que ele resolve um dos maiores problemas encontrados na Bíblia, que também não é muito diferente de um problema existente no mundo cristão contemporâneo. Ele resolve de forma brilhante a questão “as promessas de Deus versus a incredulidade humana”.

Os Olhos de Calebe não enxergaram as dificuldades, os problemas, as aflições e os gigantes. Os olhos de Calebe, pela fé e confiança em Deus enxergaram uma terra perfeita, A TERRA PROMETIDA, um presente de Deus para Israel.

E na nossa vida? Temos usado os olhos de Calebe? Temos sido obedientes, ousados e obstinados? Temos acreditando sem reservas nas promessas de Deus?

Veja bem, eu não estou aqui falando daquilo que você quer para você, daquilo que você acha que seja melhor para você. Eu estou aqui falando de algo melhor, aquilo que Deus prometeu para você, aquilo que Deus está esperando ansioso para te conceder. Se os dois forem à mesma coisa melhor, amém por isso. Significa que você está se agradando do Senhor (Salmos 37:4). Mas nas nossas vidas, às vezes Deus mostra “a terra prometida” e nós fazemos como os dez espias, ou como o povo de Israel, temos medo, choramos de medo, nos rebelamos contra Deus por incredulidade.

Sabe o que eu entendo como mais bonito na historia de Calebe? É que a Bíblia relata que Calebe foi “inteiramente fiel ao Senhor” (Josué 14:13, NVI).

Se DEUS prometeu uma terra para você, siga o caminho pelos olhos da fé e adentre essa terra, ande, lute, persista, não tenha medo dos gigantes, porque o nosso Deus é PhD em derrubar gigantes. E um dia, quem sabe não muito distante, daqui um pouco, alguém vai olhar pra você porque você acreditou nas promessas do Senhor, alguém vai comentar que você é inteiramente fiel ao Senhor. Esse comentário pra você não vai ser muito interessante, não é para se orgulhar, mas você vai ser um exemplo para alguém como Calebe é na minha vida. Se você for inteiramente fiel seu exemplo vai ser uma benção e abençoar a outros!

Nota: texto criado para o Boletim Informativo (Jornalzinho) da minha igreja. Demorei muito (uns meses) a escrever, sei lá pq, já tava com vergonha, e pior sendo cobrada (hehehe A “cobradora” – uma colega da igreja – parecia Profª., aí eu pensei “faço minhas coisas da facul tudo certinho no prazo, e agora sendo cobrada”, mas gostei do resultado, o 1º tinha que ser esse, pq é a minha cara, pelo menos eu acho). Até que fui deitar um dia, morta de cansada (depois de um dia de 18h) e de repente memorizei o texto, como faço sempre, levantei acendi a luz e escrevi. Ei, aprenda com Calebe!

Anúncios

Conselhos

Olá Pessoas,

 

Eu já disse aqui que esse ano dei o conselho mais mal interpretado da minha vida(?). Isso é pura verdade. E o pior é que deu uma historia enorme, cheia de mal entendidos, e sem falar que para (alguns, pq acho que nem todos sabem dos detalhes) eu saí de vilã.

 

Eu dei um bom conselho, com as MELHORES intenções, era melhor pra todo mundo, apesar de ter me comportado de forma bastante emocional. Só que não parei pra pensar se a pessoa que recebeu o conselho faria como eu pedi, ou faria como fez. Interpretou como quis, fez o que quis, magoou pessoas, sujou meu nome e ainda ficou se achando a vítima (porque eu que tinha dado o conselho).

 

Diante disso, me perguntei muitas vezes quais tinham sido meus erros em relação a toda essa historia. Orei pedi a Deus que abrisse minha mente. Logo de início vi meus possíveis erros e pedi desculpas a quem interessasse de acordo com o que a pessoa representava no caso.

 

Depois disso comecei a me questionar. Será que é realmente como diz o ditado popular? “Se conselho fosse bom, não era dado era vendido”. Mas já dei tantos conselhos positivos, que ajudaram amigos meus, que fizeram pessoas se tornarem mais felizes e alcançarem seus objetivos. Porque quando um não dá certo fico nesse drama todo. A verdade é que eu tenho motivo para todo esse drama. Pessoas, inclusive eu saíram magoadas. Mas será que conselhos realmente não são bons?

 

Sempre acreditei que eles são oportunos, desde que sejam desejáveis. E são importantíssimos desde que quem dá o conselho não esteja diretamente envolvido na historia.

 

O tempo passou e essa semana reli o verso que assegura o meu pensamento, a Bíblia diz algo sobre os conselhos

Provérbios 27:09 “…do conselho sincero do homem nasce uma bela amizade”.


Portanto dê conselhos e que eles sejam sinceros, acredito que eles são benéficos e têm muito valor.

 

No entanto, quero dá alguns conselhos, quando for dá um conselho:
1. Distancia-se do problema, se não conseguir, melhor não dá.
2. Não dê conselhos quando as conseqüências deles te levarem a perdas ou a ganhos, de qualquer natureza. Independente da sua vontade isso é prejudicial.
3. Coloque-se no lugar da pessoa que te pediu o conselho, pense se realmente você faria o que está aconselhando o outro a fazer. Use toda sua empatia.

4. Mesmo assim cuidado, nem sempre a pessoa vai agir com as conseqüências indesejadas como você agiria.
5. Pense se é o melhor para o outro. Tenha sabedoria e muito cuidado, você está lidando com alguém que tem tanta carne e osso quanto você.
6. Seja claro, seja direto e objetivo, mas não deixe de ser delicado, tenha tato.
7. Tenha certeza que a pessoa entendeu o que você quis dizer.
8. Lembre ao outro que ele é livre pra fazer da forma que ele quiser, e que as conseqüências serão para ele. Ele é responsável pela ação.
9. Faça com que o outro reflita sobre o problema.
10. Se o conselho for em relação a um terceiro, peça ao outro pra se colocar no lugar desse “terceiro”.

 

Para mim uma das maiores provas de amizade que um amigo pode me dá é sentar pra conversar comigo e me dá um conselho. Será sempre bem vindo.

Meu futuro!

Passei uma tarde interessantíssima observando como é na prática ter a função (uma das) que é meu objeto de desejo. A mulher é show. A mulher é psicóloga e sabe muito de gestão. Imagine que ela vai implantar os 5s na empresa, e ela é a gestora de pessoas, em psicologia agente não aprende nada de administração. Aprende muito sobre trabalho, mas não administração. Uma psicóloga que sabe muito de gestão. (Eu pago umas disciplinas de prática de pesquisa, agente aprende muito  nelas, é massa. Foi isso que fui fazer nessa empresa, pesquisar).


Ainda estou aqui tentando mensurar se fico mais encantada vendo na prática o trabalho que observei essa tarde, minha 2º opção. Se fico mais encantada com o que vejo alguém realizando todo dia o dia todo e não paro de pensar como e o que vou fazer quando enfim chegar a minha hora, minha 1º opção. Ou como será o encantamento quando eu entrar em contato na prática com a minha 3º opção, nunca vivi a 3 opção, mas quando vejo em filmes ou em seriado me encanta o suficiente. Quero fazer os 3, um de manhã, um atarde e outro a noite. E exercer as duas profissões de três formas diferentes. Uma administradora psicóloga. Perfeito! Sem falar que se fizer tudo isso bem direitinho ganho de prêmio meu verdadeiro objeto de desejo profissional.

 

Não sei, não sei se vai ser como quero, ou como acho que quero! Mas confio em quem já sabe (Deus), e sei com toda certeza que ele vai fazer o melhor.

Por antecipação, Obrigada Senhor!

E se não for do jeito que penso, sei que ainda assim será mais que o melhor! Obrigada Deus!

Não se importe

Acabei de chegar da faculdade, jantei, e vim checar meus emails. Hoje não foi o dia perfeito. Estou meio dp, acho que é TPM. Enfim, mas estou estudando a historia de Calebe na Bíblia e na Lição da ES, e isso só já me motiva muito (qualquer dia conto a historia aqui, mas se desejar ler na Bíblia  fica em Número  12, 13 e 14). Pra completar em um tempo que estou completamente sem paciência, eu votei em alguém pra governador que meus colegas da faculdade julgam que eu não deveria votar. Eu não estou nem aí, problema deles, o voto é meu, eu faço o que quiser, e estou com minha consciência limpa. Só que eles (inclusive minha amiga) ficam me provocando muito. Fui também vê o que tá rolando no twitter e lá peguei por providencia um link de um blog que minha amiga Dani colou. Vou colar o texto é o máximo. Esse texto foi perfeito pra mim, porque sou muito provocada em relação a outros assuntos também.

Provocação Pessoal

As pessoas maduras não se abalam por causa de comentários indelicados de outras pessoas. De vez em quando as pessoas dizem coisas para nos testar e fazem comentários do tipo: você não trabalha duro! ou você come demais! ou ainda todo mundo sabe que você casou com ele por dinheiro!. Às vezes, essas coisas são ditas por inveja, mas com freqüência, são ditas para provocar uma reação. Qualquer que seja o motivo, a melhor maneira de lidar com isso é sorrir e, ou não dizer nada, ou concordar com a pessoa.


Assim sendo, da próxima vez que seu vizinho o vir em seu carro novo e disser: você não trabalha quase nada e, ainda assim, eles lhe pagam uma fortuna!, simplesmente sorria e responda: não é maravilhoso?. Você não tem de explicar nada sobre suas responsabilidades e sobre o tempo que fica ralando no trabalho. Não precisa justificar. Apenas sorria e deixe isso para lá.


Quando a sua cunhada observar coisas do tipo: você está sempre tirando férias!, concorde com ela. Diga: sim, adoro tirar férias!. Se o seu primo disser: puxa, você deve ter gasto uma nota nessa piscina, sorria e fale: pode apostar que sim. É que detesto piscinas baratas! Não se deixe perturbar. Você não vai ganhar nada discutindo com seu primo, sua cunhada, seu vizinho ou com quem quer que seja. Quando encontrar com pessoas assim, concorde com elas de uma maneira gentilmente natural. Se você começar a tentar se defender, estará frito. Em poucas palavras: somente pessoas que pensam “pequeno” fazem comentários desagradáveis; e somente pessoas que também pensam pequeno se ofendem.

Seja alguém que pensa grande.


Fonte:
Andrew Matthews é escritor e autor de vários livros, que se tornaram best sellers.


Fonte: Encontre o texto  acima nessa site muito legal que descobri Faz Bem .

PS: o título já está linkado.