Meu professor não gosta de mim

Seria um almoço comum, com uma boa amiga, diferente de outros, esse foi combinado. Minha boa amiga é alguém equilibrada, dedicada, cristã, almoçar com ela é sempre um prazer. Sentamos e começamos a conversar,  uma amiga nossa senta com agente e acaba se tornando testemunha de tudo, transformei os meus conselhos e os comentários daquele dia a essa querida amiga em um post que pode ajudá-lo em um momento de dificulte.

Situação: Minha amiga está sendo vítima de discriminação na faculdade por uma professora que ama a turma dela e odeia ela, demonstrando esse comportamento de maneira que tratar minha amiga sempre diferente.

O que fazer quando isso acontecer? Trancar a disciplina nem sempre é a melhor opção. 

Se possível não tranque a disciplina. Pode prejudicar você na sua vida acadêmica, inclusive sua carreira. Muitas vezes também um professor ministra mais de uma disciplina e provavelmente você terá que ser novamente aluno dele em outra ocasião.

Tente aguentar, e superar a discriminação, esse é um bom remédio. Lembre-se que você está na faculdade pra aprender, faça a sua parte, esforce-se. Lembre que cursar essa disciplina é essencial a seu plano de carreira e de vida. Seja um aluno dedicado e pontual.

Não denuncie. (?) Não sou louca! Se o professor não é injusto com você publicamente, ou em ralação as suas notas, se só você percebe o tratamento diferente (principalmente se nem seus colegas percebem), não é muito relevante abrir um processo no protocolo ou na coordenação. Não tente nada se você não pode provar. Muitas vezes o professor só trata a pessoa indiferente e isso provavelmente não vai conseguir ser provado nem trazer nenhum beneficio a você.

Tente colocar-se no lugar do professor. Isso mesmo. Tente descobrir o que faz o professor rejeita-lo, se você descobrir o motivo, não se sinta culpado, provavelmente isso é uma fraqueza do docente não sua. Portanto tente entende-lo só e simplesmente para poder lidar melhor com isso.

Se você realmente decidir cursar a disciplina. Tente encontrar qualidades naquele Mestre, provavelmente você irá identificar mais os defeitos, mas acredite todas as pessoas tem qualidades. Identificar qualidades no docente vai ajudá-lo a cursar a disciplina com mais tranquilidade.

Consiga o respeito de seus colegas. Demonstrar que os seus colegas te admiram, seja por quais forem os motivos, vai fazer com que o seu Professor veja que você é respeitado e tenda a te respeitar também. Dê contribuições relevantes e seja seguro em relação a sua participação em sala de aula.

Não concentre a sua vida nisso. Tendemos a nos concentrar muito nos nossos problemas, calma. Relaxe! Vá sempre pra a aula de cabeça em pé.

Se tudo isso não te ajudar e os maus tratos persistirem. Se isso te causa mal estar muito grande ou até angustia. Procure seus direitos. Se isso tá gerando muito estresse é importante também procurar um psicólogo, que vai te ajudar a superar essa situação.

Lembre-se que isso não é uma fórmula pronta, não vai servir em todos os casos, mas vai ajudá-lo a refletir.

O que me dói é saber que isso é mais comum do que se pensa e que muitas vezes professores usam sua “autoridade” para mal tratam seu alunos, mesmo nas universidade.

Aos aluno, Boa Sorte!

Aos professores, mais respeito!

Anúncios

Aprender com o novo

Estou estagiando, foi uma decisão difícil, trancar meu curso de psicologia (por 1 ano), psicologia faz parte de mim , mas do que eu queria, mas do que eu acreditava, mas do que eu sequer sonhava em pensar. Eu acho que Deus me dotou  com uma cabeça e com um coração de psicóloga.

Queria cursar apenas um período a mais de psicologia e ai sim, trancar. Em administração agente tem que estagiar, e eu queria estagiar mais que um ano. Mas do dia pra a noite apareceu um estágio pra mim. Ele não simplesmente apareceu, mas Deus abria todas as portas e me dizia bem claro “Lídia, É PRA VOCÊ IR”. E eu como confio e acredito em Deus, e como filha, obedeci. 


Se não fosse pouco trancar psicologia, meu estágio é na área financeira, a única que eu nunca pensei em trabalhar (Quando minha profª de financeira souber, ela vai tirar onda comigo, faz um mês e eu ainda não contei). Ufa! Aí era demais! E foi. A primeira semana foi (sem comentários) mas depois percebi o quanto eu poderia aprender, e o melhor, não só sobre administração financeira, mas principalmente sobre a organização. Eu estou cursando a disciplina DO (Desenvolvimento Organizacional), a disciplina é mágica, é muito legal, é incrível, aprendizagem organizacional, comportamento, clima, cultura, mudança e etc. E é como gosto dizer “minha área”, tenho visto tudo isso na prática na organização onde estou estagiando, e isso é fantástico!


Tenho aprendido bastante, às vezes é um nó porque precisa de atenção e isso não é meu forte, mas tá sendo legal aprender. Estou me adaptando às mudanças.


Essa semana minha Chefe disse que eu era muito empolgada, “nunca vi alguém como Lídia que gostasse tanto do curso que faz”. É interessante notar também a diferença que as disciplinas de práticas fazem no nosso modo de pensar, tenho acreditado cada vez mais que eu sou uma pesquisadora. E isso é muito bom.


Quando na sua vida as coisas saírem um pouco do planejado, mas você tiver certeza que Deus está no controle, fique tranquilo, Deus sabe o futuro!

Quando na sua vida as coisas saírem um pouco do planejado, se adapte as mudanças!

Quando na sua vida as coisas saírem um pouco do planejado, aprenda com o novo!


“Tudo o que você tiver de fazer faça o melhor que puder”

Eclesiastes 9:10

Humildade

Não classificar pessoas me dá a constante oportunidade de eleva-as em meu conceito. Assim existe sempre uma chance de recomeçar.

Não que o meu conceito sobre as pessoas seja algo assim tão importante, mas acredito que o modo como nos relacionamos com o nosso semelhante tem muito a ver com o conceito que fazemos sobre ele. Talvez por isso, ou porque não dizer apesar disso, o padrão de Deus para nós é que nos amemos uns aos outros  (1º João 4:11; entre outas). Porque somos diferentes, e quando amamos alguém compreendemos essa pessoa melhor, ou somos mais leais à pessoa que é objeto do nosso amor. Acredito que é sempre mais fácil compreender aquele que amamos, é mais fácil ter empatia (a capacidade de se colocar no lugar da outra pessoa) por essa pessoa.

O fato é que quando eu não classifico estou mais aberta às surpresas da vida, sim porque as pessoas são realmente surpreendentes!

Nesse caso, ou porque não dizer, nesses casos, as surpresas se referem a humildade de duas pessoas.  E como admiro pessoas humildes, a humildade só poderia ser mesmo um dom de Deus, porque é sublime demais para ser humano. A própria Bíblia fala que os humildes receberam a Terra por herança (Mateus 5:3), em outras palavras os humildes serão salvos, vão para o Céu.

Não, as pessoas não são perfeitas! Erram e erram sempre. E se você, caro leitor, quer ser feliz e viver sem frustrações entenda que as pessoas erram e que sempre vão errar (inclusive com você) e que nunca vão existir pessoas perfeitas.  Mas acho incrível conviver com pessoas diferentes que exercem o mesmo papel e reagem a vida e as “coisas desta vida” de maneiras tão diferentes. Acho incrível vê um humilde, ou melhor, alguém que tem a capacidade de ter humildade, exercendo o mesmo papel de alguém muito esnobe.

Isso também tem a ver com a pessoa em si. Sim, a forma como a pessoa vive e encara a vida tem tudo a ver com a experiência passada, com as experiências que ela viveu no passado, com as dores que enfrentou e com a maneira como (se é que realmente enfrentou ou não negou) as enfrentou. Sempre temos problemas para enfrentar as dores, por mais que estejamos bem e seguros. Não fomos programados para sofrer. Não mesmo (minha visão Bíblica da vida me faz afirmar isso, porque sei que Deus nos criou “na essência do ser humano” para sermos plenamente felizes). E por isso algumas pessoas não conseguem resolver suas dores jogam as suas frustrações nos outros não sendo seguro o suficiente para voltar atrás e corrigir possíveis erros.

Não posso também deixar de comentar, até porque acredito nisso, que pessoas que são sensíveis a Deus, manifestam o dom de Deus que é a humildade.

Resumindo, fico muito encantada com a pessoa (e ela sobe muito no meu conceito) e grata a Deus quando as pessoas me surpreendem demonstrando humildade.

Boa Semana!