A procura

Vou começar dizendo que não sou e nem estou desesperada, tenho 24 anos, e acredito que cada coisa tem seu tempo, e cada tempo sua hora. É lógico que pra mim o tempo já está chegando, e sim, eu quero casar, mas não estou desesperada, mas é claro que me preocupo. E acredito principalmente que Deus tem um plano, Ele não escolhe “a pessoa” certa, mas existem algumas possibilidades de “pessoas certas” e que se agente desenvolve um relacionamento com Deus, Ele nos ajuda a escolher.

Hoje estava assistindo aula, e meu professor para dá um exemplo disse: Lídia, você que está solteira, me fala as características do cara (homem) ideal”… Não precisa falar (risos).

Mas eu, claro, comecei a pensar… É lógico que já sei/pensei as características do “rapaz ideal”, essa lista não está escrita (ainda, isso porque fui assistir o “Seminário Eu escolhi esperar” e me recomendaram que eu escrevesse para Deus saber tudo direitinho). Depois da aula vim o caminho inteiro pensado como tudo é complicado nessa escolha.

Primeiro: porque eu sou uma pessoa séria, sempre fui, ou seja, não vivo por aí com um e outro.

Segundo: porque eu sou alguém reservada, tipo, calma mesmo.

Terceiro: porque eu não gosto de “partir” o coração das pessoas.

Quarto: porque eu sou difícil de me apaixonar.

Quinto: porque nem sempre tem “química”, e fora todas as outras coisas importantes (Religião, personalidade, maturidade, resolução profissional, segurança emocional, beleza) química é sim um aspecto muito importante, e claro não é como todo rapaz que você tem.

Ou seja, independente de quem seja o Rapaz ideal, e quando digo ideal não quero dizer perfeito, mas ideal para mim, alguém que vai me fazer feliz e que eu vá conseguir fazer feliz, digo, a escolha é muito complicada.

Era isso! A procura continua, eu espero não só achar, mas também ser achada! 

Um exemplo a ser seguido!

lider

Muito tempo sem escreve 😦 …Falta de tempo…Tive até varias idéias mas que agora que sentei pra escrever fugiram…Tudo bem! Não é uma idéia brilhante, mas é uma idéia!

Vamos ao que interessa, escrever!

Estudando Teoria Geral da administração, inclusive pelo livro de Chiavenato estava estudando a Abordagem Humanística da Administração de Mayo quando me deparei com um tema muito tratado na administração – LIDERAÇA. Não eu não vou tratar de administração! Quando vi o tema logo lembrei da frase da Nete “…líderes têm de ter caráter acima de tudo e não devem derramar o sangue de inocentes. Líderes de verdade fazem valer o que pensam sem radicalismos, sem hipocrisia.” (Se quiser ler o texto, é sobre Che Guevara) frase forte e verdadeira. E que pra mim não se aplica só a Guevara que por sinal não foi nada disso (o que na verdade diz o texto)…

Gostaria de deixa bem claro que não vou falar como aluna de administração(se é que isso é possível). Vou falar como alguém que vive no mundo, já foi líder e já foi liderada(será líder e será liderada).
Sim, porque em muitas situações da vida você é líder, seja formal ou informal e do mesmo jeito você é liderado.

Existem líderes que agente escolhe, pode ser no grupo da faculdade, no grupo da igreja, no círculo de amigos, pode ser entre irmãos ou primos, pode ser alguém que tem uma presença marcante na sua vida às vezes mesmo sem saber(tipo um mentor). Eu acho que todos esses agente escolhe… E eles acabam tendo grande influência nas nossas vidas. Em alguns momentos acabam dando a última palavra, e assumindo ou não a responsabilidade. Esses agente escolhe e sabe porque escolhe, escolhe pela credibilidade, pela responsabilidade, pelo exemplo, pelo destaque profissional ou social, ou até escolhe por um motivo que agente “desconhece”.

Existem aqueles líderes que agente NÃO escolhe, pode ser no grupo da faculdade, o próprio professor, o seu chefe, o diretor de determinada coisa, o coordenador de determinado projeto, nossos pais, ou simplesmente alguém que esteja em situação superior a nós. Esses agente não escolhe, agente não decide, agente não pede. Mesmo muitas vezes sem agente querer, eles tem grandes influências e responsabilidades na nossa vida, talvez maiores ainda que os que agente escolhe, eles decidem, mandam, e algumas vezes diz a ética e a moral, que agente só tem a obedecer… e é lamentável obedecer, aceitar, fazer mesmo indo contra. Nesse caso mesmo agente questionando faz parte da vida.

Mas pra mim no geral, onde posso escolher é como diz a Nete “líderes têm de ter caráter acima de tudo e não devem derramar o sangue de inocentes. Líderes de verdade fazem valer o que pensam sem radicalismos, sem hipocrisia.”
Líderes têm de ter caráter, têm de ter firmeza, têm de gostar de fazer as coisas certas, têm de ser “politicamente corretos”, cumpridores dos seus deveres e de suas obrigações, e fazer isso com tranquilidade, com certeza, sabendo que está fazendo o correto pelo correto, independente se todos estão fazendo o errado(não têm compromisso com os outros, o compromisso é com ele mesmo). A Nete usa “derramar sangue de inocente” eu diria que não se mata só tirando a vida(um dia faço um texto só sobre isso), as vezes agente pode matar uma pessoa e deixa-lá viva, matar com nossas palavras, com as nossas ações, e quero dizer que líder de verdade não derrama lágrimas de inocentes, não faz chorar, não faz passar a noite acordado um inocente. Líder de verdade tem de fazer o que pensam se radicalismo, líder de verdade tem que pensar no liderado e fazer as “coisas” pelo bem comum de toda equipe, de todo grupo, pela união do grupo, pelo crescimento do grupo, líder de verdade não pode ser egoísta e pensar só no próprio umbigo, no próprio título, no próprio orgulho, no destaque que a o seu nome vai ter, líder de verdade não usa o argumento “os fins justificam os meios”. Líder de verdade é verdadeiro, justifica o que faz com os motivos verdadeiros, sem hipocrisia, sem falsidade, líder de verdade é transparente.

Eu diria que é muito difícil ou até impossível encontrar uma pessoa com todos essas qualidades, nós erramos, nossos líderes também erram, e nós temos que aceitar e entender isso.
Mas existe uma coisa que eu não faço, escolher líder sem ter certeza da pureza do seu caráter! Isso eu não faço, muitas vezes nos temos que entregar as nossa decisões aos nossos líderes(como já falei) e eu não admito entregar a minha escolha nas mãos de alguém que não confio, que não quero que me represente.

Quanto aos que não podemos escolher temos pouco o que fazer, no entanto enquanto podemos escolher, devemos escolher sem duvidar, para que a nossa consciência fique tranqüila!

Eu gosto de ter um líder que eu possa me orgulhar dele e admirá-lo.

Tudo porque: UM LIDER DEVE SER UM EXEMPLO A SER SEGUIDO!

PS:Isso também serve para quando você vai votar e escolhe os políticos.